Perguntas Frequentes

Como sei qual a documentação necessária para viajar?

No caso de ser um cidadão de nacionalidade Portuguesa, a viajar no espaço Europeu necessita do Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identidade válidos.

Para viajar fora deste espaço, necessita de possuir Passaporte individual, independentemente de ser adulto, criança ou bebé. O Passaporte tem que ter uma validade mínima de 6 meses à data de início da viagem. Para mais informações consulte o site http://www.sef.pt

Para viajar para os Estados Unidos, além de necessitar do passaporte electrónico, terá de pedir uma autorização de entrada E.S.T.A através deste link, caso não faça este procedimento, poderá ter o seu embarque negado.

Qual a documentação necessária para crianças que viajem com familiares, que não os pais, amigos, ou mesmo com apenas um dos pais?

Existe legislação apropriada e exigente para estes casos. Todos os menores, que efectuem viagens a partir de Portugal, utilizando o avião como forma de transporte, deverão ser portadores de Bilhete de Identidade ou cartão de cidadão válidos. O Bilhete de Avião deverá ter nome igual ao do documento de identificação, de forma, a que as autoridades aeroportuárias possam proceder à identificação completa do passageiro em questão.

Para deslocações dentro da União Europeia:
Todos os menores que viajem para o estrangeiro, independentemente de quem os acompanhe, deverão fazer-se acompanhar pelo documento de identificação (Bilhete de Identidade ou cartão de cidadão).

Para deslocações fora da União Europeia:

Todos os menores deverão fazer-se acompanhar não só pelo Bilhete de Identidade ou cartão de cidadão como também do Passaporte individual.

No caso de um menor viajar apenas acompanhado por um dos progenitores, é sempre necessária a apresentação de autorização do outro, reconhecida pelo notário ou por um advogado. No caso de um menor viajar sem o acompanhamento dos pais, segundo o Dec. Lei 83/2000, de 11 de Maio, em 01 de Janeiro de 2001, o menor, filho de pais casados, deverá ser possuidores de autorização de saída, emitida e assinada pelos pais com assinaturas reconhecidas, viajem eles sós ou acompanhados por terceiros.

Para mais informações consulte o site www.sef.pt.

Tratam de vistos?

Sim. Caso necessite, basta enviar-nos um de pedido de informação, indicando o destino e o objectivo da viagem, de forma a que lhe possamos aconselhar o tipo de visto, que melhor se adpta à sua situação, bem como a documentação necessária para obtenção do mesmo. Temos ao seu dispor uma equipa experiente nesta área, principalmente para destinos como Angola, vistos de turismo, ordinário, curta duração, de fixação de residência ou visto de trabalho. Para além dos vistos para Angola, temos uma vasta experiência em destinos como Moçambique, Brasil e Macau. Caso necessite de visto para outros locais, também tratamos, basta fazer-nos um pedido, preço sob consulta.

Ao viajar com um bebé até 2 anos, pago o mesmo valor de um adulto?

Os bebés com idade não superior a 23 meses, que até ao regresso não completem os 24 meses, ou seja os 2 anos, podem viajar ao colo da mãe não ocupando lugar, dependo da companhia aérea em questão, pagarão apenas uma parte das taxas de aeroporto. No entanto, podem ter lugar no avião, desde que seja pago o valor referente ao bilhete de criança.

Estou grávida, poderei viajar de avião?

Não é aconselhável a mulheres que estejam no período de gestação, viajarem para destinos onde seja necessário tomar vacinas contra doenças perigosas, como a febre-amarela e malária, para além de haver um aumento do risco de morte à nascença, do bebé em questão, no caso de alguma destas doenças ser contraída pela mãe. As companhias aéreas, regra geral, permitem o transporte de mulheres grávidas, até às 36 semanas de gestação, ultrapassando este limite será necessária autorização médica, para o efeito.

Que cuidados de saúde, devo ter antes de iniciar a minha viagem?

Certifique-se que antes de iniciar uma viagem, está de boa saúde. Se usar óculos ou lentes de contacto, leve um par de reserva ou uma receita das mesmas, por uma questão de precaução.

Se tomar um medicamento específico, assegure-se que o leva em quantidade suficiente, pois, poderá não estar disponível no local de destino. É aconselhável levar também a receita e a parte da embalagem que identifica o tipo de medicamento e não a sua marca (pois essa marca especifica, poderá não existir no local para onde vai viajar), o que pode facilitar a sua substituição. É recomendável possuir uma receita do seu médico, com letra legível, de modo a provar legalmente que usa o medicamento. Os passageiros com necessidades especiais, devem informar-se previamente das condições para transporte de produtos em líquido ou gel.

No caso de ter levar consigo medicamentos injectáveis, deve solicitar por escrito ao INAC, uma autorização especial para transporte da seringa e do medicamento a injectar, caso leve estes na bagagem de mão, apresentando para o efeito um atestado médico, que comprove que o passageiro necessita do medicamento, assim como, mencionar o n.º do voo, data, companhia aérea, destino e identificação do passageiro. Para mais informações consulte por favor a rubrica "Consulta do Viajante" no portal: www.min-saude.pt

É necessário a administração de alguma vacina antes de viajar?

Sempre que pretenda viajar para fora da Europa, é aconselhável que se dirija a uma consulta de saúde do viajante, principalmente se viaja com a família, designadamente com crianças e idosos, tendo em conta que estas 2 faixas etárias requerem cuidados especiais. As consultas de saúde do viajante são efectuadas por médicos especialistas em doenças infecciosas e em medicina tropical (componente viagens).

Existem destinos em que é obrigatória a administração de determinadas vacinas e tendo em conta, que é do interesse de quem irá efectuar a viagem, estar o mais protegido possível do risco de contágio de eventuais doenças, sendo que existe uma maior probabilidade de infecções e doenças em crianças e grávidas é muito recomendável que se proteja o máximo possível.

A vacinação, deve ser feita com algum tempo de antecedência, pois algumas vacinas requerem uma dose inicial e posteriormente um reforço e algumas não podem ser administradas ao mesmo tempo que outras.

Os comprovativos de todas as vacinas, devem constar no Certificado Internacional de Vacinação, estas vacinas, são administradas nos centros de vacinação internacional. Para mais informações sobre os centros de vacinação mais próximos da sua zona de residência, clique aqui.

Durante a viagem, como evitar os sintomas do Jet Lag?

Quando se efectuam viagens longas, num espaço de tempo muito curto, como é o caso de viagens aéreas para destinos com uma diferença horária superior a três horas, o corpo humano demora algum tempo a ajustar-se ao novo fuso horário (normalmente 3 dias). Este fenómeno designa-se por Jet Lag, ocorre, porque muitas das funções do corpo humano (temperatura, ritmo cardíaco e necessidades fisiológicas) são reguladas por ciclos internos de 24 horas.

As viagens que se efectuam para Este, provocam mais alterações, do as efectuadas para Oeste, a explicação desde fenómeno, deve-se ao facto de que quando se viaja para Oeste, está-se a aumentar a duração do seu dia, contrariamente ao que acontece quando se viaja para Este, em que diminui a duração do seu dia. Alguns dos sintomas causados pelo Jet Lag, são a perda de apetite, perda de concentração, fadiga, insónias, ansiedade, entre outras.

De forma a minimizar estes efeitos é aconselhável, que no local onde inicia a viagem, durma as horas diariamente recomendadas, faça as refeições num horário próximo, do fuso horário de local de destino, descanse o máximo possível, beba muita água, evite ingerir bebidas alcoólicas e faça exercício.

No caso de efectuar voos muito longos, especialmente para Este, que são os que provocam mais alterações, se possível é recomendável efectuar pelo menos uma escala, até chegar ao destino final. Também é aconselhável, a utilização de roupas leves, máscara e tampões para os ouvidos, de forma a que consiga dormir melhor durante a viagem de avião e assim preparar melhor o seu organismo e defesas para quando chegar ao local de destino.

Qual é a quantidade de bagagem permitida para levar no avião?

A quantidade, peso e dimensões de bagagem permitida no avião, depende do tipo de classe que consta no seu bilhete, dos percursos e dos limites impostos pelas diferentes companhias aéreas. Algumas companhias cobram taxas adicionais pela bagagem de porão e bagagem de mão, caso as dimensões e peso sejam excedidos ao da sua tarifa.

Aconselhamos, que retire os elementos de viagens anteriores e coloque uma identificação no exterior e no interior da mala, com o seu nome, contacto telefónico e morada, para no caso de extravio facilitar a identificação da mala em questão. No caso de a sua mala ser extraviada, deverá fazer a respectiva reclamação no aeroporto de destino, dirigindo-se ao Lost and Found.

E porque os imprevistos acontecem, para evitar mais transtornos, no caso de a sua mala ter sido extraviada ou simplesmente ter ficado no aeroporto de origem, aconselhamos que nas suas viagens, leve regularmente, os artigos de primeira necessidades e medicamentos.

Que tipo de cuidados, deverei ter no conteúdo transportado na minha mala de mão antes do embarque?

Existem regras e restrições para os artigos transportados na bagagem de mão, não podem ser transportados recipientes como capacidade máxima de 100ml ou o equivalente (100g / 3 Oz). Estes recipientes deverão ser acondicionados num saco de plástico fechado, transparente, que possa ser aberto e fechado de novo e que não exceda as dimensões de 20cm x 20cm, estes recipientes de 100ml no seu total, não poderão exceder 1 litro de capacidade (por passageiro), para mais informações consulte este link.

É igualmente importante, que conheça e respeite, as restrições do país para onde vai viajar, relativamente à importação de produtos de origem vegetal ou animal. Evite transportar presentes embrulhados na bagagem de mão, pois poderá ter de desembrulhá-los no controlo de raio X.

Qualquer extravio ou danificação da bagagem, depois de ter sido despachada no check-in, é da responsabilidade da transportadora aérea. Neste tipo de situações, deve apresentar uma reclamação à companhia aérea, logo após o incidente, guarde o comprovativo da reclamação, pois este é essencial para accionar o seguro de bagagem se o possuir.

Como recebo a documentação para a minha viagem?

Após receber a confirmação do pagamento da sua reserva, pode imprimir a sua documentação ou solicitar o envio da mesma pela EVT- Negócios e Férias.

Posso fazer o check-in online?

Pode e até é conveniente que o faça, para reduzir a possibilidade de imprevistos. Pode fazer o check-in online, até 24 horas antes do início da viagem, através do site da companhia aérea, pela qual irá viajar.

Posso comprar serviços isolados? Só voo? Só hotel ou só alugar um carro?

Sim. Basta enviar-nos um pedido de orçamento, com as datas, local de destino e preferências, quer seja a nível categoria, localização ou regime de alojamento. No caso dos voos, a data, preferência de classe, tipo de voo (directo ou com escala) ou preferência da companhia aérea, caso a tenha. Pois esse tipo de informação ajuda-nos bastante a adaptar a ofertas existentes no mercado àquilo que deseja e necessita, construindo assim um pacote de acordo com as suas necessidades.